Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
topo melhorado

Histórico

Atualizado em 26/11/14 16:05.

Catalão é um município de extrema importância econômica para a região. Além das inúmeras riquezas naturais, a cidade, de 3777 km2 de área, possui um grande complexo industrial e agropecuário, e está numa posição estratégica de acesso a diversas capitais, como Goiânia, Belo Horizonte, Brasília e São Paulo. Com uma população de cerca de 100 mil habitantes e novos postos de trabalho gerados continuamente, Catalão é uma cidade em pleno desenvolvimento. No seu Distrito Mínero-Industrial (Dimic) – uma área destinada à instalação de indústrias, apresenta organizações em diversos setores, como confecção, mínero-metalúrgico, mecânico, fabril e alimentício.

Sabe-se que os Cursos de Graduação têm desempenhado um importante papel na formação de pessoal qualificado para os diversos pólos industriais distribuídos por todo o território Nacional, da mesma forma, este curso visa a formação de profissionais qualificados, principalmente, para a região Centro-Oeste do Brasil que é carente de profissionais com esta formação.

Deste modo, estas organizações inseridas em Catalão e região, necessitam de um profissional habilitado a projetar, operar e manter os sistemas de produção a partir de uma formação abrangente em termos de gestão de sistemas e de organizações de uma maneira geral, possibilitando um ganho de competitividade às empresas neste mercado globalizado. São atributos deste profissional:

• o conhecimento dos métodos gerenciais;

• a implantação de sistemas gerenciais informatizados;

• o uso de métodos para melhoria da eficiência e a utilização de sistemas de controle dos processos empresariais;

• o conhecimento das atividades básicas de uma empresa, tais como planejar compras, planejar e programar a produção e planejar e programar a distribuição dos produtos, formando o perfil do engenheiro de produção que coincide com as exigências mercadológicas atuais;

• uma sólida formação científica e com visão geral suficiente para abordar os problemas de maneira global e administrativa.

Sendo assim, conceitos como Manufatura de Classe Mundial ("World Class Manufacturing"), e Gestão da Qualidade Total ("Total Quality Management"), Just in time, produção enxuta e outros que se transformaram em jargões comuns ao setor industrial, levam à compreensão por parte dos empresários e profissionais do setor de que a sobrevivência e sucesso das empresas brasileiras passam pelo estudo e prática dos grandes temas ligados ao processo produtivo, objeto da Engenharia de Produção, que pode contribuir significativamente para o desenvolvimento industrial de Catalão e Região.

Neste sentido, a Universidade Federal de Goiás (UFG) foi contemplada em duas ações no Programa Brasil Universitário com o objetivo de ampliar as oportunidades de formação universitária de qualidade aos jovens do interior do Estado. Destaca-se o programa de expansão (fase I – interior do Estado de Goiás) que por meio da locação de recursos, em adição àqueles já repassados no período de 2006 a 2008, permitiu que a UFG oferecesse novos cursos com um significativo aumento no número de vagas oferecidas. Neste contexto, a partir da Resolução CONSUNI no. 11/2007 autorizando a abertura do curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Goiás no Campus Catalão, foi criada a primeira turma no ano de 2008.

O curso de Engenharia de Produção é oferecido na Unidade de Catalão da UFG na modalidade de Bacharelado e deverá ser cursado em período integral preferencialmente no período diurno na modalidade presencial. Tendo em vista a Portaria MEC 4.059/04 e as demandas e os perfis de determinadas disciplinas, o curso de Engenharia de Produção da UFG/Campus Catalão também prevê a possibilidade de oferta de disciplinas semipresenciais, desde que esta oferta não ultrapasse 20% (vinte por cento) da carga horária total da disciplina. Vale ressaltar que as disciplinas semipresenciais terão atividades de avaliação presenciais.

Além disso, é importante destacar que há uma recomendação dada a todos os professores que atuam no curso para reservar um horário semanal de atendimento extraclasse aos alunos.

Com relação ao número de ingressantes, no ano de 2008, foi de 40 alunos e a partir de 2009 o número de ingressantes passou para 50 alunos, em consonância com o Plano Nacional de Educação (PNE) em termo de ampliação de vagas no ensino superior.

O ingresso de alunos deverá ser uma vez ao ano de acordo com Regulamento Geral dos Cursos de Graduação da UFG respeitando as políticas de seleção e de acesso ao Ensino Superior praticadas na Universidade.

Listar Todas Voltar